Tratamento

Vamos apresentar pra vocês algumas armas de prevenção e tratamento anti-idade para cada fase da vida e retardar o envelhecimento.

Rugas, flacidez e manchas são alguns sinais da passagem do tempo. A epiderme, camada superficial da pele, sofre com a diminuição da velocidade de renovação celular, tornando-se mais fina. A derme e a hipoderme, que vêm logo abaixo, também apresentam mudanças em suas estruturas. A produção de colágeno e elastina, responsáveis pela sustentação e elasticidade, é reduzida, aumentando a flacidez; os níveis hormonais entram em declínio, provocando ressecamento; cai o número de células responsáveis pela pigmentação da pele e as restantes, tentando compensar, exageram na síntese de pigmentos, criando novas manchas e piorando as já existentes. A esses fatores intrínsecos (ou seja, internos), juntam-se as agressões do dia a dia: sol, fumo, má alimentação, stress e sedentarismo.

A proposta é simples, usar o creme certo com os ativos mais adequados. A aplicação continuada promove ótimos resultados a longo prazo.

  • 25 anos: Até os 20, as células se renovam a todo vapor. Mas, algum tempo depois, sua atividade começa a se modificar. As fibras de sustentação sofrem os primeiros desgastes, aparecem marquinhas finas ao redor dos olhos e da boca. Se a pessoa se expôs ao sol, surgem manchas. É hora de investir em substâncias antioxidantes, por exem­plo: vitamina C em pequenas concentrações para reduzir os radicais livres, moléculas que causam envelhecimento precoce no organismo. É possível, também, usar um creme formulado com ácido glicólico, um alfa-hidroxiácido que tem grande capacidade de penetração e, como todos os outros, é hidratante e um potente renovador.
  • 35 anos: Começam as primeiras rugas. As fibras de elastina e colágeno que sustentam a pele, sofrem alterações na sua produção e regulação, diminuindo a qualidade e a quantidade. Com isso, há perda de firmeza e elasticidade e alterações no contorno facial. A renovação celular e a hidratação natural começam a diminuir. Surgem linhas finas de expressão na região dos olhos, da testa e entre o nariz e a boca. As manchas se alastram e a secreção de sebo diminui, dando origem ao ressecamento. As vitaminas C e E são excelentes como substâncias rejuvenescedoras: aumentam o colágeno e têm ação clareadora.
    À noite, vale lançar mão de renovadores como os alfa-hidroxiácidos (glicólico, mandélico, láctico ou retinoico), que promoverão uma leve descamação na superfície.
  • 45 anos: As rugas ficam mais profundas e acentuadas. A alteração na produção das fibras de colágeno e elastina é alta e elas se encontram desorganizadas. A queda na produção de hormônios traz ainda mais prejuízo a todas as funções cutâneas. Tais desequilíbrios fazem com que ocorra perda de densidade, firmeza e elasticidade. Nos olhos, aparecem bolsas de gordura nas pálpebras inferiores e sobra de pele nas superiores. O contorno facial se altera e, perto da mandíbula, há flacidez. Os ácidos são os itens mais potentes por suas propriedades antioxidantes. Use-os à noite, em concentrações altas, sempre sob supervisão médica, principalmente o retinoico. É preciso passar, ainda, cremes com ativos clareadores e produtos para a área dos olhos que descongestionam e combatem as rugas. Então, procure rótulos que tragam vitamina C, isoflavonas e raffermine, agente extraído da soja que atua fortalecendo a estrutura molecular da derme, aumentando firmeza e elasticidade.